Games

Show, off: aprender a se comunicar de forma mais eficaz no Dota 2

Beastmaster

TRÊS-ESTRADA

Toda semana, Chris documenta sua complexa relação permanente com Dota 2, Smite, e assistentes em geral.

Você sabe que é divertido no momento? Beastmaster.Voltar quando eu comecei a tomar cinco homens Dota seriamente Joguei muito dele, ele era um dos meus primeiros offlaners a solo dedicados. O poder de empurrar. O ala livre. O ult versátil. A maneira como ele às vezes diz “quem é fezes é isso? ‘ enquanto em movimento, sugerindo que pelo menos um herói Dota gasta uma certa quantidade de tempo de cagar no mato (olhando para você, Ursa.)

Eu carinhosamente se referem a ele como ‘Beefmaster’, e ele é um dos dois heróis-sendo o outro Axe-que eu já o compromisso de RPG totalmente durante um jogo de solo classificados de Dota. ‘Quem matou meu porco’, eu abaixo em all-chat. “Eu estou vindo para você. ‘

Ele é ótimo em 6,84, um dos meus personagens favoritos para jogar na era do nível de uma recompensa de runas lutas. Seu dano base desbastado não é tão absurdamente alto como Treant, mas ele é mais rápido e eu descobri que a maioria dos jogadores não tem muito interiorizado o quão duro ele acerta. Encontrar um inimigo solitário em movimento para garantir uma runa de recompensas e você provavelmente já acabou o primeiro sangue. Obter a runa também e lá é o seu nível 2, suas botas marrons, e uma Orbe de Venom. Depois disso, o offlane é uma festa.

Eu trago este acima porque Beastmaster, como Axe e Rubick, é um dos meus heróis tolas. O que não quer dizer que estes não são personagens impactantes, mas que eu sou mais ruidoso quando eu estou jogando eles do que em qualquer outro momento. Depois de duas mil horas Ainda estou divertindo-se com o fato de que ult de Beastmaster equivale a gritar bem alto, e eu permanecer incapaz de fazê-lo sem tentar refletir um pouco dessa bravata. Quero dizer, vamos lá. O cara grita tão alto que atordoa correios.

Eu pisco, eu ULT, e eu confiar no fato de que eu tenho apenas gritou ‘boo’ ou ‘NÃO’ ou ‘OI’ over Skype para deixar meus companheiros sabem que, er, eu provavelmente começou um teamfight. Isso é bom, eu acho que, no contexto de um jogo de pub com os amigos.Um aspecto importante da Dota, algo que fica para além da sua natureza competitiva, é o sentido em que é um desempenho que você colocar para seus amigos. Não é apenas sobre pisando noobs, ou pelo menos não deveria ser. Dota também é entretenimento e um monte de que o entretenimento é proporcionado pelas pessoas que você jogar.

Nem todo mundo joga dessa maneira, é claro, mas eu suspeito que todo mundo conhece alguém que faz. Isto não se limita apenas a trincheira: old-Na’Vi foram bem conhecido por seu senso de estilo como a sua capacidade de ganhar jogos. Há toda uma estratos da pro-jogadores Dendi, Singsing, N0tail, AdmiralBulldog, entre outros, que são showmen divertido, bem como os jogadores qualificados. Eles entrar no espírito do jogo quando é apropriado.

Gritando junto com Beastmaster era algo que eu comecei a fazer sem realmente pensar sobre isso, eu estava me divertindo, e expressou que na maneira como agi. Pensando nisso recentemente, no entanto, percebi que esta unidade para colocar em um show afetou a maneira como joguei de forma mais substanciais.

Eu percebi que existem certos tipos de jogo que eu gostaria de evitar declarar a minha equipe antes que eu fiz-lhes: iniciações chamativos e gambits bobas que eu lançar-se sem qualquer aviso para evitar estragar a surpresa. Joguei não só para ganhar, mas para a satisfação de entregar um primeiro sangue ou um multi-mata que mais ninguém do meu lado o esperado. Eu tentar construir secretamente Dagons durante as partidas que já foram vencedoras. Às vezes, o instinto de dizer “hey caras-assistir a este ‘perderia os jogos que já foram vencedoras.

Parece que a coisa mais estúpida do mundo, e provavelmente é, mas quanto mais eu pensava nisso, mais eu percebi que eu não estava sozinho. Esta atitude é bastante comum em Dota. Ela determina muito sobre o que heróis são populares. Todo mundo quer ser visto pousando a estrela Pudge ganchos. Todo mundo quer ser o Faceless Void que recebe o perfeito cinco homens Chronosphere e agitação subsequente. Ser visto para ter sucesso é tão importante, para muitos, como ter sucesso.

Ao identificar isso, eu identificou uma lacuna na forma como a minha equipa se comunicava com o outro. Eu sempre tomadas comunicação muito mais a sério quando se joga “, que properly’ by-Quero dizer classificados equipa matchmaking, um pouco JoinDota League, ea próxima TI5 Abrir Qualifiers (estamos condenados), mas eu não tinha realmente resolveu o problema do ‘play surpresa’. Era um padrão de comportamento que tanto eu, nossa midlaner e nossa carry compartilhada. Nós comunicar abertamente até que se tornou mais divertido não.

Não intencionalmente, é claro. Este é apenas mais um instinto não examinado, algo que você pegar durante os milhares de horas que leva para obter semi-competente no Dota e que, se você não enfrentá-lo diretamente para baixo, em última instância pode retê-lo.

A solução foi a introdução de uma regra muito simples para comunicação em jogos que importam: falam constantemente sobre o jogo. Oferecer tão perto de um comentário em execução, como você pode. Fale sobre como sua fazenda está indo. Fale sobre o que os suportes inimigos estão fazendo, como sua midlaner está fazendo. Quando você vê uma abertura para um jogo, dizer alguma coisa, mesmo que isso estraga a “surpresa”.

Eu encontrei-o útil para temperar isso, pedindo companheiros de equipe para evitar falar sobre tópicos não-jogo relacionados (incluindo Dota mais amplamente) até que o jogo acabou. Isto também significa que não há mais Beastmaster-gritar, mas nós temos jogos pub aleatório para isso. Organizado Dota é sobre trabalho em equipe, comunicação e trabalho em equipe significa continuamente e abertamente sobre a sua experiência do jogo.

Significa, também, ser altruísta. Este é um ângulo que eu continuo voltando para, ao que parece: que aprender a jogar Dota melhor muitas vezes significa aprender a discar para trás seus próprios instintos egoístas. Qualquer um que tenha estado em um palco sabe que é preciso uma certa quantidade de ego para chegar lá, mesmo se o ponto de que o ego é o desempenho que você posteriormente entregar para os outros. Dota 2 é um palco, também, às vezes, mas seus companheiros de equipe não são o seu público. Eles estão lá em cima com você. Eles não são as pessoas que você precisa para impressionar. E se você está prestes a fazer algo corajoso ou estúpido eles provavelmente deve saber.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s