Windows

CEO da Mozilla critica Microsoft por substituir navegador padrão pelo Edge no Windows 10

id125585

Quando atualizamos para o Windows 10, a Microsoft faz do Edge o seu navegador padrãoautomaticamente, e a Mozilla não ficou muito feliz com isso. O chefe executivo da organização fez um pronunciamento público de “desgosto” pela decisão. Nas primeiras 24 horas o Windows 10 foi instalado em mais de 14 milhões de computadores.

Em uma carta aberta ao CEO da Microsoft, Chris Beard, CEO da desenvolvedora do Firefox,acusou a Microsoft de dificultar aos usuários a escolha de qual navegador usar, ao tornar o Edge o padrão. Embora nada impeça as pessoas a escolherem outra opção, Beard acredita que a padronização pode tornar as opções menos óbvias.

Segundo o CEO da Mozilla, o processo de atualização parece ter sido “propositadamente concebido para jogar fora as escolhas seus clientes fizeram sobre a experiência de Internet que eles querem” para substituir pela experiência do Edge. Isso porque os usuários que antes da atualização utilizavam o Firefox, por exemplo, agora precisam de mais do que o dobro do número de cliques de mouse, rolagem através de conteúdos para voltar à escolha anterior. Para Beard, o processo é confuso, difícil de navegar e fácil de se perder.

Claro que isso preocupa empresas como a Mozilla, que de repente, com uma atualização de sistema operacional, pode perder uma grande quantidade de usuários a menos que as pessoas consigam configurar novamente o navegador que costumavam utilizar. Beard disse que a sua companhia entrou em contato com a Microsoft para discutir essa preocupação quando viu o Windows 10 pela primeira vez, mas que seus esforços não resultaram em nenhum progresso, de acordo com sua carta.

O relato descreve a batalha que o Firefox enfrenta para ganhar mais usuários, e conta que o navegador ocupa um distante terceiro lugar atrás do Internet Explorer da Microsoft, de acordo com números de tráfego da Web gravadas pelo rastreador Web Net Applications. Em junho, o software da Mozilla obteve uma fatia de 12% em comparação com 58,1% do IE e 27,2% do Google Chrome.

Beard ainda diz que essas preocupações não são motivadas pelo fato de sua empresa ser a desenvolvedora do Firefox, mas por uma preocupação com as escolhas dos usuários.

Essas mudanças não são inquietantes para nós porque nós somos a organização que faz o Firefox. Elas são inquietantes porque há milhões de usuários que gostam do Windows e que estão tendo suas escolhas ignoradas, e por causa do aumento da complexidade colocados no caminho de todos, se e quando eles optam por fazer uma escolha diferente do que o que a Microsoft prefere.

Devido à mencionada complexidade que a Mozilla encontrou para reverter a definição do Edge como navegador padrão, a Mozilla criou um tutorial ilustrando o processo para ajudar do usuário do Windows 10 a restaurar as preferências do seu navegador.

Já a Microsoft discorda da visão de complexidade da Mozilla. Em um comunicado, a companhia disse que projetou o Windows 10 “para fornecer uma experiência de atualização simples para usuários e uma experiência coesa após a atualização”. Afirmou ainda que durante a atualização, os consumidores têm a opção de definir padrões, inclusive para navegação na web, e após a atualização, é possível “facilmente escolher o navegador padrão da sua escolha”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s