Windows

Criador do menu Iniciar acha “um pouco decepcionante” que ele esteja no Windows 10

id124346 (1)

O Menu Iniciar é um dos elementos mais conhecidos do Windows em sua trajetória, desde a versão 95, e foi patenteado pelo seu criador, Danny Oran. Vinte anos atrás, o recurso que oferecia acesso fácil aos documentos e programas era uma novidade.

Hoje, em 2015, ele ainda é adotado pela Microsoft, após a tentativa de eliminá-lo no lançamento do Windows 8. Em uma entrevista de Oran à Business Insider, ele afirmou que tem sentimentos mistos sobre a nova versão de sua criação, que está sendo usada mais uma vez, no Windows 10. Ele afirmou: “De alguma forma, é um pouco decepcionante a mesma coisa estar lá.”

Por um lado, milhões e milhões de pessoas usam a sua invenção a cada dia, muitas delas que nunca utilizaram na época em que foi criada. Mas isso também significa que, nessa dupla de décadas desde que ele criou o conceito, nada melhor veio em seguida.

Evolução da primeira versão do Menu Iniciar

A intenção de Oran era tornar o Windows mais fácil de usar para pessoas que não eram técnicas em informática. Antes disso, o Windows 3.1, a versão lançada e utilizada por volta de 1992, tinha a reputação de ser difícil de usar. E, como um grande fã do sistema operacional Mac da Apple, Oran teve a partir dele uma perspectiva externa. Durante os estudos de usabilidade, ele constatou que os programadores do Windows não reconheciam que o problema era com o sistema operacional e não com os usuários.

Oran conta que em um dos experimentos, um usuário levou cerca de trinta minutos diante do Windows 3.1 antes de conseguir abrir um editor de texto. Um programador, enfim, disse que isso era inaceitável, para alívio de Oran, alívio este que durou pouco quando o desenvolvedor completou a sentença: “nossos clientes são idiotas!”

O que eles não sabiam ainda era que o usuário em questão era um projetista de foguetes. E ainda assim, era incapaz de descobrir como usar o Windows.

Então, Oran criou o projeto de um botão que guiaria toda uma sequencia de botões para acessar uma tarefa específica.

Esboço original de Oran para o conceito do menu Iniciar

Hoje, Oran vive em Washington DC e trabalha no setor de saúde, usando sua experiência para chegar a estratégias de combate ao suicídio.

“Tão divertido quanto o material do Windows foi”, diz Oran, o trabalho que ele está fazendo agora é literalmente “a vida e a morte.”

Ele apenas acompanha a Microsoft de longe, e não chegou a colocar as mãos no Windows 10 ainda. Mas esses sentimentos mistos permanecem: Windows 8 teve seus altos e baixos, diz ele, mas pelo menos tentou algo novo além de um menu Iniciar, que ele inventou décadas atrás.

Se olharmos para a trajetória do clássico botão, fica evidente que ele foi criado para “acostumar” pessoas a lidarem com um conceito novo, o conceito de softwares e dados computacionais, através de metáforas. Mas hoje, seria bem mais simples para os usuários que já estão mais do que habituados a lidar com a informática.

Oran ainda era muito jovem quando ele trabalhou para a Microsoft, mas o que ele fez teve um efeito duradouro. Isso é uma boa lição para aspirantes a inovadores apenas começando. “As coisas em que você trabalha podem ter um impacto surpreendente”, diz Oran.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s