Noticias/Smartphone

Galaxy Note 5 e S6 Edge+ uma olhada mais detalhada

Quem procura celular de tela grande certamente já se questionou, mesmo que rapidamente, sobre a possibilidade de adquirir um Galaxy Note. Afinal de contas, foi o aparelho que lançou a nova era dos “phablets”, além de sempre contar com tudo o que de melhor a Samsung pode fazer para um smartphone.

A quinta versão não é diferente, concentrando tudo que de mais potente a companhia coreana consegue colocar em seus aparelhos. Desta vez, ela também chega junto de um irmão diferente, o S6 Edge Plus, que conta com os cantos da tela curvada.

Design

Há, neste ano, um porém. A identidade visual do Galaxy Note foi reformulada para se adequar ao padrão implantado no S6, com traseira de vidro e uso de material metálico, depois de muitos anos de plástico. Não é algo ruim: o S6 e o S6 Edge foram o celular mais bonitos já produzidos pela Samsung, e levar isso adiante com o Note não é nada além do que o passo mais lógico.

Reprodução

O problema vem quando você olha que a Samsung também levou o principal defeito do S6 para o Note, que é a ausência do slot para cartão microSD, o que um dia já foi uma das principais características positivas dos produtos da empresa.

Feitas estas ressalvas, é interessante observar um detalhe: o Note 5, tem os cantos na sua parte de trás curvados, o que facilita o encaixe na mão e dá a impressão que o celular é um pouco menor, já que ocupa menos espaço. É uma sensação importante quando o aparelho que você está manipulando tem mais de 5,5 polegadas.
Especificações

A Samsung nunca se preocupou em economizar especificações em seus tops de linha, e o Note 5 não é exceção (o mesmo vale para o S6 Edge Plus). Com um processador Exynos 7420 de 64 bits de oito núcleos e 4 GB de memória RAM, não é surpresa que tudo funcione muito rápido no aparelho, mesmo com a TouchWiz, que normalmente atrasa a vida de quem possui aparelhos da companhia.

A câmera traseira de 16 megapixels conta com estabilização óptica de imagem, o que é sempre muito bem-vindo, principalmente para aqueles que (como eu) tendem a tirar fotos tremidas com o celular. No entanto, é basicamente a mesma coisa que foi apresentada no S6 em abril, portanto não chega a ser revolucionário, mas é uma evolução em relação ao Note 4, do ano passado.

Reprodução

Software

Sobre software, é notável que agora os ícones do sistema são arredondados, algo pouco convencional. Um pequeno destaque é um novo recurso que permite capturar uma tela inteira de uma vez, o que simplifica a vida de quem precisa guardar uma longa lista de instruções, como por exemplo, as orientações curva a curva de como chegar a algum lugar. Também é interessante notar que a câmera do smartphone é capaz de transmitir vídeo ao vivo pelo YouTube, o que já existia em outros aparelhos de outras companhias (olá, Xperia Z), mas nunca houve nada do tipo nos celulares da Samsung.

Um detalhe que pudemos observar, é que foi possível desativar boa parte dos aplicativos pré-instalados no aparelho, permitindo que o usuário libere um pouco de armazenamento com o que ele não usar regularmente.

Além da estética, não há muito de novo em comparação ao que a Samsung já apresentou com o Galaxy S6; os aparelhos estão bastante similares em relação a desempenho, câmera e tudo mais. O que segue diferente é a S-Pen, marca registrada da linha Note, esta sim, ganhou mais funcionalidades. Vale também observar: a S-Pen não está no S6 Edge Plus, apenas no Note 5.

Reprodução

A caneta, agora clicável (para o desespero de quem convive com um clicador compulsivo), permite rabiscar na tela do celular, mesmo que ela esteja desligada, o que é uma mão na roda para fazer uma anotação rápida. Basta removê-la do aparelho, escrever o que quiser na tela e pressionar o botão Home para salvar. O menu de ações chamado pela caneta foi renovado, embora ainda seja bastante familiar.

S6 Edge Plus
Reprodução

Sejamos honestos: é um S6 Edge gigante, com o diferencial de contar com as mesmas especificações do Note 5 sem a caneta. E o S6 Edge já é uma versão do S6 com as laterais da curvadas, sem muito a mais para acrescentar.

A Samsung tenta vender aquele espaço extra como uma inovação, mas até agora não apresentou muitos recursos realmente úteis para colocar ali, e isso não muda com o novo aparelho. Suas principais funções incluem o acesso rápido a contatos e aplicativos que você acesse com mais frequência. Além disso, quando o aparelho está encostado na mesa com a tela virada para baixo, uma luz específica para um contato pode piscar quando esta pessoa estiver ligando.

No entanto, ainda é um aparelho bastante elegante, parte do line-up de smartphones mais bonitos que a Samsung já fez.

Reprodução

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s